A qualidade de um vinho começa com a qualidade das uvas e estas dependem do terroir que habitam. O terroir depende, em larga escala, da região e das condições que esta oferece. O Alentejo é a prova de que, por vezes, uma única região consegue surpreender e apresentar diferentes realidades e características, que permitem produzir vinhos únicos, distintos e diferenciados.

Este é o nosso Alentejo e o nosso terroir.

Alentejo

Influência Geográfica

Região de ondulantes planícies, o Alentejo apresenta uma paisagem relativamente suave e plana que se estende por quase um terço de Portugal Continental.

Vinhas

Os solos alternam entre o xisto, argila, mármore, granito e calcário, numa diversidade pouco comum. O clima é claramente mediterrânico, quente e seco, com forte influência continental.

vinhas_foto_2

As principais castas tintas no Alentejo são a Alicante Bouschet, Aragonês e Trincadeira enquanto nas brancas destacam-se Roupeiro, Antão Vaz e Arinto.

Borba, Évora, Redondo e Reguengos, quatro das oito sub-regiões em que se divide o Alentejo, personificam a identidade alentejana: terra de equilíbrio e harmonia, na proporção certa entre frescura e fruta, energia e suavidade. É nesta faixa de onde provêm os melhores vinhos da região que o Monte da Ravasqueira se insere.

vinha_altitude
0 m de Altitude
vinha_talhoes
0 hectares e
0 talhões
vinha_vinha
0 anos
vinha_solo
0 tipos de solo

Conceito de Terroir 

Em 2012, na altura da maturação das uvas, foi captada uma fotografia aérea da vinha, dando-se início a um intenso trabalho de Viticultura de Precisão, com o objetivo de efetuar uma zonagem que permitisse a potencialização máxima de cada bloco de vinha.

Este novo conceito de terroir tem como finalidade identificar e localizar toda a variabilidade existente na vinha do Monte da Ravasqueira, recorrendo às seguintes informações: georreferenciação para mapeamento; dados meteorológicos, incluindo temperatura, precipitação, humidade e vento; mapas de NDVI (Normalized Difference Vegetation Index); análise topográfica e análise de compostos da uva versus prova de bagos. Este trabalho constitui um dos pilares do atual conceito dos vinhos do Monte da Ravasqueira.

Todos os vinhos são fruto de uma seleção da zona, ou das zonas da vinha, que em cada ano mais se destacaram e apresentaram as características principais que cada gama deve ter.

Este conceito permite-nos fazer vinhos com uma precisão extrema e entender o que cada um dos talhões pode oferecer a determinado vinho.

Os nossos vinhos

Mais de 25 referências organizadas em duas gamas distintas que procuram explorar o potencial máximo da vinha do Monte da Ravasqueira, dando origem a emoções que perduram na memória dos consumidores.