desde

1943

1943_timeline_nooutline

1943 - AQUISIÇÃO DO MONTE DA RAVASQUEIRA

A propriedade foi adquirida por D. Manuel de Mello, como casa de família e retiro fora da cidade.

1996_atrelagens

1996 - Campeões do Mundo de Atrelagem

Um feito alcançado, a quatro cavalos, por uma equipa de Cavalos Lusitanos do Monte da Ravasqueira, conduzida por Feliz Brasseur, em Waregem, Bélgica, naquela que foi a primeira grande vitória de Cavalos Lusitanos numa competição hípica mundial.

2001_timeline_nooutline

2001 - Primeira vindima

Quatro anos após serem plantadas as primeiras vinhas, a família vindimou aquele que seria o primeiro vinho. Engarrafado e rotulado como MR, este vinho nunca chegaria ao mercado, sendo hoje considerado uma relíquia de grande simbolismo no seio da família e dos colaboradores da Ravasqueira.

2006_timeline_nooutline

2006 - Taça Ibérica de Atrelagem

Organizado pelo Monte da Ravasqueira, a prova decorreu na Herdade da Mata, entre 23 e 26 de março, compreendendo um concurso hípico em que os concorrentes foram avaliados nas modalidades de ensino, maratona e maneabilidade. Classificado como CAI-A, o nível mais elevado de provas para quatro, dois e um cavalos e para quatro póneis, a Taça Ibérica de Atrelagem contou com cerca de 200 cavalos e 80 participantes, provenientes de Portugal, Alemanha, Bélgica, França, Espanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos da América, sendo ainda hoje considerado um dos mais marcantes e importantes concursos de atrelagem jamais realizados em Portugal.

2012_timeline_nooutline

2012 - Alteração do perfil dos vinhos

Em 2012, Pedro Pereira Gonçalves, assume o desafio de repensar a filosofia de enologia do Monte da Ravasqueira e o perfil dos vinhos, apostando no crescimento sustentado da marca, com o objetivo de a tornar uma referência incontornável do Alentejo.

2017_timeline_nooutline

2017 - Reposicionamento comercial

O ano 2017 ficou marcado por um ajustamento na identidade da marca e por um processo de reposicionamento comercial, renovando-se o portfolio dos vinhos. Os vinhos passaram a integrar duas grandes gamas – Monte da Ravasqueira e Ravasqueira – e foram lançados novos vinhos, como, foram os casos do Reserva da Família e dos segmentos Clássico, Superior e Seleção do Ano.

1966 - Falecimento de D. Manuel de Mello

Quando o patriarca faleceu, o Monte da Ravasqueira passou para José Manuel de Mello, um dos seus filhos, que ali se dedicaria à agricultura, ao apuramento da raça do Cavalo Lusitano e à plantação de vinha. Nesta casa cresceram os seus 12 filhos, que hoje lideram o Grupo José de Mello. O Monte da Ravasqueira tornou-se, ao longos dos anos, muito mais do que uma casa de família, empregando, a dada altura, mais de 300 pessoas da região de Arraiolos.

1966_timeline_nooutline

1998 - Plantação das primeiras vinhas

Fruto de uma paixão, José Manuel de Mello dá início ao seu projeto de vinhos, plantando as primeiras vinhas no Monte da Ravasqueira.

2000_timeline_nooutline

2003 - Lançado o primeiro vinho

Da colheita de 2002, chegou ao mercado o primeiro vinho do Monte da Ravasqueira. Um vinho tinto que foi comercializado até meados de 2017.

2003_timeline_nooutline

2009 - Falecimento de José Manuel de Mello

Com o falecimento de José Manuel de Mello a 16 de setembro, ficou por cumprir na íntegra um dos seus objetivos de vida: fazer do Monte da Ravasqueira uma referência incontornável na produção de vinhos do Alentejo. É essa a principal motivação dos seus 12 filhos que optaram por dar continuidade à produção e comercialização de vinhos, homenageando o pai em cada vinho, mas especialmente em cada garrafa da gama Premium.

2009_JMello

2016 - Vinhos exclusivos

Concretizando um dos vetores principais da estratégia do Monte da Ravasqueira, tem início um processo de criação de marcas exclusivas de vinhos de qualidade e conceitos diferenciados para a grande distribuição. É o caso das marcas Guarda Rios, Coutada Velha e Landau, em Portugal.

2016_timeline_nooutline

1943 - AQUISIÇÃO DO MONTE

A propriedade foi adquirida por D. Manuel de Mello, como casa de família e retiro fora da cidade.

1966 - Falecimento de Manuel de Mello

Quando o patriarca faleceu, o Monte da Ravasqueira passou para José Manuel de Mello, um dos seus filhos, que ali se dedicaria à agricultura, ao apuramento da raça do Cavalo Lusitano e à plantação de vinha. Nesta casa cresceram os seus 12 filhos, que hoje lideram o Grupo José de Mello. O Monte da Ravasqueira tornou-se, ao longos dos anos, muito mais do que uma casa de família, empregando, a dada altura, mais de 300 pessoas da região de Arraiolos.

1996 - Campeões do Mundo de Atrelagens.

Um feito alcançado, a quatro cavalos, por uma equipa de Cavalos Lusitanos do Monte da Ravasqueira, conduzida por Feliz Brasseur, em Waregem, Bélgica, naquela que foi a primeira grande vitória de Cavalos Lusitanos numa competição hípica mundial.

2000 - Plantação das primeiras vinhas.

Fruto de uma paixão, José Manuel de Mello dá início ao seu projeto de vinhos, plantando as primeiras vinhas no Monte da Ravasqueira.

2001 - Realiza-se a primeira vindima.

Quatro anos após serem plantadas as primeiras vinhas, a família vindimou aquele que seria o primeiro vinho. Engarrafado e rotulado como MR, este vinho nunca chegaria ao mercado, sendo hoje considerado uma relíquia de grande simbolismo no seio da família e dos colaboradores da Ravasqueira.

2003 - O primeiro vinho é lançado.

Da colheita de 2002, chegou ao mercado o primeiro vinho do Monte da Ravasqueira. Um vinho tinto que foi comercializado até meados de 2017.

2006 - Organização da Taça Ibérica de Atrelagem

A prova decorreu na Herdade da Mata e incluia as categorias de: ensino, maratona e maneabilidade.
Organizado pelo Monte da Ravasqueira, a prova decorreu na Herdade da Mata, entre 23 e 26 de março, compreendendo um concurso hípico em que os concorrentes foram avaliados nas modalidades de ensino, maratona e maneabilidade. Classificado como CAI-A, o nível mais elevado de provas para quatro, dois e um cavalos e para quatro póneis, a Taça Ibérica de Atrelagem contou com cerca de 200 cavalos e 80 participantes, provenientes de Portugal, Alemanha, Bélgica, França, Espanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos da América, sendo ainda hoje considerado um dos mais marcantes e importantes concursos de atrelagem jamais realizados em Portugal.

2009 - Desaparecimento do Fundador do projecto da Ravasqueira

Com o falecimento de José Manuel de Mello a 16 de setembro, ficou por cumprir na íntegra um dos seus objetivos de vida: fazer do Monte da Ravasqueira uma referência incontornável na produção de vinhos do Alentejo. É essa a principal motivação dos seus 12 filhos que optaram por dar continuidade à produção e comercialização de vinhos, homenageando o pai em cada vinho, mas especialmente em cada garrafa da gama Premium.

2012 - Mudança da rumo no projeto de vinhos

Em 2012, Pedro Pereira Gonçalves, assume o desafio de repensar a filosofia de enologia do Monte da Ravasqueira e o perfil dos vinhos, apostando no crescimento sustentado da marca, com o objetivo de a tornar uma referência incontornável do Alentejo.

2016 - Projetos de exclusividade.

Concretizando um dos vetores principais da estratégia do Monte da Ravasqueira, tem início um processo de criação de marcas exclusivas de vinhos de qualidade e conceitos diferenciados para a grande distribuição. É o caso das marcas Guarda Rios, Coutada Velha e Landau, em Portugal.

2017 - Aposta numa nova segmentação.

O ano 2017 ficou marcado por um ajustamento na identidade da marca e por um processo de reposicionamento comercial, renovando-se o portfolio dos vinhos. Os vinhos passaram a integrar duas grandes gamas – Monte da Ravasqueira e Ravasqueira – e foram lançados novos vinhos, como, foram os casos do Reserva da Família e dos segmentos Clássico, Superior e Seleção do Ano.

Visão

Ser uma referência incontornável do Alentejo, na produção e comercialização de vinhos.

Missão

Somos uma empresa de base e controlo familiar, criadora de valor para os stakeholders e apoiada por uma cultura própria baseada na promoção da sustentabilidade e nos valores da inovação, da competência e do desenvolvimento humano, que produz e comercializa vinhos de qualidade e de identidade únicas.

Equipa

O projeto de vinhos é liderado por dois engenheiros que procuram fazer da Ravasqueira uma referência incontornável do Alentejo.

Outras Atividades

Para além da produção e comercialização de vinhos, desenvolvemos outras atividades ligadas à floresta, como a cortiça, a criação e comercialização de gado bovino e a engorda de porco preto alentejano, assim como a produção e comercialização de mel e azeite.

cortica_370x370
Cortiça
Azeite

Azeite

Comercializado sob a marca Monte da Ravasqueira, é um azeite de grande qualidade, produzido na propriedade com azeitonas das variedades Galega e Cobrançosa.

gado_370x370
Gado
Mel

Mel

Comercializado sob a marca Monte da Ravasqueira, é um mel de quinta, produzido na Serra de Serpa, tendo como base do seu néctar a flor de rosmaninho.

produtos_do_monte_370x370
Floresta

Floresta

A Sociedade Agrícola Dom Diniz gere as Herdades da Ravasqueira e da Mata, que perfazem uma área total de cerca de 3000 hectares, em que 700 são de montado de sobro, 1600 de montado misto de sobro e azinho, 80 de regadio, 120 de pinhal para produção de pinha, 45 hectares de vinha e 400 de área agrícola de sequeiro com culturas arvenses e olival.

As áreas florestais produzem 65000 toneladas de cortiça por ciclo de nove anos e são aproveitadas para pastoreio de gado bovino em solo coberto e engorda de porco preto com bolota em montanheira.

Gado

Gado

O nosso efetivo de 500 vacas está dividido em duas vacadas de 250 cabeças cada, sendo uma de vacas mertolengas puras e a outra do cruzamento de mertolengo com limousine, ambas para produção de carne.

Engordamos cerca de 250 porcos em montanheira por ano.

Na área de regadio, produzimos forragens para o gado, sendo auto suficientes na sua alimentação. O remanescente dessa produção é comercializado.

Enoturismo

3000 hectares de histórias e experiências. Descubra a Ravasqueira à mesa, através de um prato tipicamente alentejano ou num copo de vinho enquanto passeia pelas vinhas.

Alentejo

Região de ondulantes planícies, apresenta uma paisagem relativamente suave e plana que se estende por quase um terço de Portugal continental. Devido à sua grande área, tem a particularidade de dar origem a microclimas distintos e, consequentemente, a vinhos distintos. Este é o nosso Alentejo.

NOTICIAS E  EVENTOS