Apenas a terceira colheita em 16 anos. Um vinho que espelha a paixão pela arte da enologia e da viticultura de precisão. Um vinho singular que chega ao mercado depois de um estágio de 24 meses em barricas novas de carvalho francês e ainda um ano em garrafa. Tudo neste vinho é pensado e executado com a maior atenção ao detalhe.

O Ravasqueira Premium Tinto 2014 é um vinho de homenagem a José Manuel de Mello, que se pode ver no rótulo conduzindo uma das suas atrelagens. Um vinho que é lançado em anos de colheitas excepcionais que conta apenas com três colheitas em 16 anos. Depois das colheitas de 2007 e 2012, 2014 foi tambem considerado como um desses anos.

2014 foi um ano que se destacou pela forte percipitação no início do ano, tendo chuvido 351 mm entre janeiro e abril seguindo-se meses muito secos, contribuindo para o correto vingamento, floração e controlo de doenças. A temperatura média dos meses de julho e agosto foi de 22ºC, fator que contribuiu para a elevada qualidade e homogeneidade da maturação das uvas produzidas, permitindo um trabalho rápido por parte da planta, mas rico, com uma concentração elevada de compostos fotossintéticos. A desfolha efetuada nos meses de junho e agosto proporcionou um bom arejamento interno, contribuindo para a diminuição de temperatura média dos cachos e, assim, para o aumento da sua concentração e frescura.

Este vinho é o espelho de uma viticultura e enologia de precisão, que procura incessantemente a manifestação minuciosa do terroir através de cachos ou cepas que, por inúmeros motivos, tiveram um comportamento diferente, influenciando a sua concentração e riqueza. A vinha é analisada, talhão a talhão, linha a linha, cepa a cepa em busca das melhores parcelas e das melhores uvas para dar origem a este vinho único. A prova deste Ravasqueira Premium Tinto 2014 demonstra o resultado da expressão de uma seleção de micro terroirs dentro do terroir do Monte da Ravasqueira.

Acabado de chegar ao mercado mas já conta com o destaque por parte de João Paulo Martins, que lhe atribuiu18 em 20 pontos, em prova para a revista Grandes Escolhas. 

Nota de Prova

Cor encarnada escura, densa e opaca. Nariz complexo e intenso com direcção de fim de fermentação em barrica. Trufas, cedro, leve iodo, azeitona preta, cacau e intensa mescla de fruta preta e vermelha e figos secos. Notas de especiarias, pimenta preta, tomilho e prolongamento mineral. Na prova tem taninos recortados, finos e crescentes com concentração no meio de prova, frescura balsâmica, carne, ameixas, amoras e mirtilos, final cheio de força e mineral. Pode e deve ser decantado. Para beber entre 2018 e 2034.


Pedro Pereira Gonçalves
Chefe de Enologia e Administrador Executivo – COO